Produtos de infraestrutura de TI, parcerias e parafernália

Ultimamente
estão surgindo cada vez mais anúncios relativos à tecnologia de
infraestrutura integrada.  Vários fornecedores que oferecem hardware de
infraestrutura para computadores, armazenamento e rede estão fazendo
parcerias entre si ou buscando uma estratégia “por conta própria”.
Poucos discordarão do fato de que soluções mais firmemente integradas
beneficiarão os clientes de TI.

No
entanto, uma solução de TI sempre incorporou a expectativa e a
exigência de ser integrada.  É por esse motivo que o setor de TI
desenvolveu ao longo dos anos padrões e protocolos.
Em outras palavras, métodos comuns aceitos pelo setor para mover,
processar e proteger as informações das empresas, bem como as
informações dos consumidores.  Tradicionalmente, soluções de TI
complexas e grandes são integradas por VARs, empresas de consultoria de gestão ou serviços de consultoria
a um cliente específico.  Será que isso está começando a mudar?  Além
disso, a solução de TI não é composta apenas de blocos de hardware
totalmente integrados.

Não podemos nos esquecer dos vários aplicativos que precisam ser executados em uma plataforma de hardware de qualquer fornecedor específico.  Além dos aplicativos, a virtualização
está se tornando um requisito padrão para maximizar a utilização da
plataforma de hardware integrada de qualquer fornecedor.  Os
fornecedores de infraestrutura precisarão aceitar o fato de que a
tecnologia hypervisor pode vender menos hardware porque a utilização e
a eficiência sofrerão grandes melhorias.

Será que esse novo foco na consolidação favorece pilhas de software que são heterogêneas e, portanto, onipresentes?
O setor de TI se transformou em um negócio maduro.  Sempre surgirão
novas ideias, mas a TI ainda será composta de hardware e de software.

Uma boa analogia é o setor automobilístico…  Os automóveis evoluíram tremendamente nos últimos 100 anos.
Por exemplo, ocorreram diversas otimizações e eficiências na fabricação
dos veículos, no combustível etc.  Nos últimos 20 anos, o setor
automobilístico alavancou intensamente o uso de peças eletrônicas incorporadas em automóveis.
Mas os componentes básicos de um automóvel (pneus, motor, freios,
direção etc.) ainda são (e serão no futuro próximo) os mesmos.

O blog também está disponível em: http://blogs.sun.com/bobp

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s